Blog
Voltar
02/09/2020 16:19

Você já se perguntou: Por que uma nota de 200 reais?

        Desde o início da pandemia do Covid-19, é possível observar um aumento do uso de dinheiro em espécie. Em momentos de incerteza como é o caso de uma pandemia, dinheiro simboliza segurança. Pessoas e empresas fizeram saques para constituir reserva.

        No final de março, a quantidade de dinheiro em circulação era de aproximadamente R$ 260 bilhões. A partir daquele momento, esse montante começou a subir rapidamente e em 17 de agosto alcançou R$ 350 bilhões.

        Como não é possível mensurar por quanto tempo os efeitos da pandemia vão persistir e considerando que o dinheiro em espécie ainda é a base das transações em nosso país, o BC entende que o momento é oportuno para lançamento de projeto de cédula pré-existente. É o BC agindo preventivamente para um possível novo aumento da demanda de numerário pela população.


Gostou? Compartilhe!
Sulcredi participa do 22º São Miguel Tchê
    Estivemos presentes no 22º São Miguel Tchê em São Miguel do Oeste - SC que ocorreu nos dias 13 a 15 de maio. Três dias de muito trabalho, cooperação, tradição e conversa. No decorrer do evento muitas pessoas, entidades,...
Reinauguração da Agência de Flor do Sertão
     Inauguramos um novo espaço na agência de Flor do Sertão na manhã desta sexta-feira (11). O evento contou com a presença de associados, lideranças da comunidade, conselheiros da cooperativa e...
Sulcredi disponibiliza programa SC Mais Renda para associados
    A Sulcredi, através de uma parceria com o BADESC, passou a oferecer mais um serviço para auxiliar os seus associados, micro e pequenos empreendedores, afetados pela pandemia COVID-19. Através do programa SC Mais Renda...
Cooperativas registram grande crescimento em meio a pandemia
Relacionamentos de valor, conectividade e colaboração são essenciais em um cenário de intensa mudança, especialmente diante da crise econômica consequente da pandemia. Essas virtudes intensificam o papel importante do Cooperativismo de Crédito,...